sexta-feira, agosto 19, 2016

Authentication failure vagrant box

Esse post é para resolver um erro de autenticação via SSH de importação e execução de uma box Vagrant.

Erro:
default: SSH address: 127.0.0.1:2222
default: SSH username: vagrant
default: SSH auth method: private key
default: Warning: Authentication failure. Retrying...
default: Warning: Authentication failure. Retrying...
default: Warning: Authentication failure. Retrying...

Solução:
Adicione as linhas abaixo no Vagranfile da sua box.
config.ssh.username = "vagrant"
config.ssh.password = "vagrant"

segunda-feira, agosto 15, 2016

Exemplos de datasources Red Hat JBoss 4.2.3 para IBM DB2 e Microsoft SQL Server

Listo abaixo dois exemplos de datasources para servidores de aplicação Red Hat JBoss 4.2.3-GA. O primeiro exemplo é para banco de dados IBM DB2 e o segundo exemplo para banco de dados Microsoft SQL Server, usando o driver JDBC jTDS.

Desinstalar Java do Mac OS

Sempre que recebo alguma notificação de atualização do Java no Mac OS, prefiro fazer uma nova instalação (fresh install). O motivo é que sempre após a atualização automática as versões anteriores do Java Runtime Environment permanecem. Para livrar esse espaço e garantir que sempre estou executando a última versão sigo o procedimento abaixo.
  1. Abra o Terminal
  2. Execute sudo rm -fr /Library/Internet\ Plug-Ins/JavaAppletPlugin.plugin
  3. Execute sudo rm -fr /Library/PreferencePanes/JavaControlPanel.prefpane
  4. Remova o diretório correspondente a versão do Java em /Library/Java/JavaVirtualMachines

segunda-feira, julho 25, 2016

Como forçar Java usar IPv4

Assim como configurar o timezone no Java, existe uma forma bem simples de forçar a utilização de IPv4 no Java, informando um parâmetro para a JVM.
-Djava.net.preferIPv4Stack=true

Como configurar o timezone no Java

Existem duas formas bem simples de configurar o timezone para uma aplicação Java. A primeira é configurando o parâmetro para a JVM e a segunda é através de uma configuração via código. Abaixo apresentamos as duas formas:

Via parâmetro para JVM:
-Duser.timezone=America/Sao_Paulo

Via código Java:
System.setProperty("user.timezone", "America/Sao_Paulo");

segunda-feira, outubro 26, 2015

Acomanhando atualizações de um arquivo com o comando tail -f

Essa dica é só um lembrete para evitar ter que abrir o manual do comando tail.

Quando um programa/servidor de aplicação escreve um arquivo de log que está configurado para ser rotacionado e mantido (ou seja, as últimas x cópias do rolo serão mantidas com outro nome, adicionando data e hora no final, por exemplo) podemos enfrentar situações onde o fluxo lido pelo comando tail deixa de ser atualizado.

Nesse caso, geralmente saímos do fluxo lido e abrimos novamente o mesmo arquivo para continuar a leitura das atualizações. Você pode evitar esse 'trabalho' usando a opção -F em vez de -f.

Comando final:
tail -F meu_arquivo.log

quarta-feira, abril 22, 2015

Removendo arquivos do diretorio C:\Windows\Winsxs de forma segura

Já comentei que não uso mais o sistema operacional Microsoft Windows. Tenho usado Linux Mint faz algum tempo e expliquei alguns dos motivos de sua escolha quando falei sobre a instalação do Linux Mint no Samsung Series 9 NP900x4c.

Acontece que ainda há o notebook Dell Vostro 1510, um Intel Core 2 Duo T8100 com 4 GB de RAM DDR2 SDRAM e 250 GB HDD ATA 5400 RPM, utilizado por minha esposa com o Microsoft Windows 7 instalado.

Então chegamos ao cenário alvo desse post: Como remover as várias atualizações críticas e de segurança, services pack e hotfixes sem comprometer a instalação do Microsoft Windows, economizando vários gigas de espaço em disco?

Simples! Execute os comandos abaixo no Prompt de Comando como Administrador:
  • Dism /online /cleanup-image /spsuperseded
  • Takeown /f %windir%\winsxs\ManifestCache\*
  • Icacls %windir%\winsxs\ManifestCache\* /GRANT USUARIO:F
  • Del /q %windir%\winsxs\ManifestCache\*

quarta-feira, janeiro 21, 2015

iTunes instalado no Windows 7 virtualizado no Linux Mint

Esse post é uma continuação dos posts Migrando do Android para iOS e Importando os contatos do Google no iPhone.

Um dos maiores desafios para um usuário Linux ao iniciar no mundo iOS é, sem dúvida, a integração dos seus gadgets com o sistema operacional.

Esse desafio deve-se a política da Apple de desenvolver softwares apenas para usuários Windows ou para usuários Mac OS.


Sendo assim, o objetivo desse post é explicar em detalhes como executar o iTunes, que é o principal software para sincronização dos dispositivos iOS (leia-se iPhones, iPads e iPods), no Linux Mint. Como pode ser percebido pelo título do post não utilizaremos soluções técnicas alternativas para realizar essa tarefa (leia-se Wine e/ou PlayOnLinux). Usaremos uma máquina virtual executando um sistema operacional aceitável pelo iTunes hospedado por um Linux Mint.

A solução

terça-feira, janeiro 20, 2015

Habilitando suporte a USB 2.0 no VirtualBox

Essa dica é mais uma daquelas rápidas e bem objetivas.

Outro dia falei sobre o VirtualBox e um problema de compartilhamento de USB entre uma máquina host e uma máquina guest.

A dica agora é para os casos em que os dispositivos são USB 2.0. É necessário, com a máquina guest desligada, selecionar o checkbox Enable USB 2.0 (EHCI) Controller, nas configurações da máquina virtual na aba USB. A imagem abaixo mostra onde realizar essa configuração, mas, de propósito, a opção não está selecionada.


Pronto! É isso!

segunda-feira, janeiro 19, 2015

Como resolver o problema "no USB devices connected" do VirtualBox no Linux Mint

Essa dica é outra daquelas rápidas e bem objetivas.

Uso bastante o VirtualBox, inclusive já falei sobre como aumentar discos VDI em outra oportunidade.

Agora a dica é para resolver um problema de compartilhamento de USB da máquina host (Linux Mint) com a máquina guest (Microsoft Windows). O erro apresentado é simplesmente "No USB devices connected".

Para resolver basta adicionar o seu usuário ao grupo vboxusers.

Você pode fazer isso de duas formas: pelo shell ou pela GUI.

Shell

sudo adduser SEU_USUARIO vboxusers

GUI

Adminstration > Users and Groups > User > Groups e selecione o checkbox do grupo vboxusers

Pronto! É isso! Agora tudo deve funcionar. Vi primeiro aqui.